Home / Notícias
A sociedade unipessoal de advocacia não pode optar pelo Simples Nacional
Postado por Comunicação CRCPE
26/01/2016

Em função da criação de uma nova natureza jurídica, denominada "sociedade unipessoal de advocacia", por meio da Lei nº 13.247, de 12/1/2016, que alterou a Lei nº 8.906, de 4/7/1994 - Estatuto da Advocacia, informamos que aquele que se inscrever nessa natureza jurídica não poderá optar pelo Simples Nacional, em virtude de não haver previsão legal no art. 3º da Lei Complementar nº 123, de 14/12/2006, o qual determina que serão consideradas microempresas ou empresas de pequeno porte "a sociedade empresária, a sociedade simples, a empresa individual de responsabilidade limitada e o empresário a que se refere o art. 966 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil)".

Sendo assim, para que o novo tipo societário possa optar pelo Simples Nacional faz-se necessária alteração na Lei Complementar nº 123/2006.

Fonte: Receita Federal




Últimas notícias

18/01/2019 - Frente vai lutar contra proposta para eliminar ou reduzir o Supersimples

18/01/2019 - Não deixe para última hora: adesão ao regime do Simples Nacional exige regularidade junto à Fazenda

17/01/2019 - Adesão ao Simples Nacional exige regularidade fiscal

17/01/2019 - Começa o prazo para os MEIs acertarem as contas com a Receita Federal

17/01/2019 - Receita Federal exclui 521 mil empresas devedoras do Simples Nacional



ENDEREÇOS
Sede:
Rua do Sossego, 693, Santo Amaro
CEP: 50100-150, Recife, PE
   
Subsedes e Delegacias
Clique aqui
CONTATOS
(81) 2122-6011
crcpe@crcpe.org.br

 



REDES SOCIAIS